sábado, novembro 21, 2009 | Autor: Ebenézer Teles Borges
Hoje este blog está completando dois anos de existência. Parece poucos, mas pode ser considerado um bom tempo de vida aqui, na blogosfera, onde mudanças, construções e desconstruções ocorrem o tempo todo.

Nesses 730 dias, não escrevi muito, mas consegui manter a razoável média de um artigo por semana. E, para a minha surpresa, venho recebendo em torno de cinqüenta visitas por dia! Dá para acreditar? Não sei se devo confiar nesse número... Será que nele já estão incluídas as quarenta e nove visitas que faço diariamente ao meu blog? (rs)

Para marcar esta data, resolvi "folhear" as páginas deste blog com o objetivo de resgatar dez artigos (e frases) que fazem parte da história dele. Segue a lista:

  1. O homem no Universo: "Nosso pequeno planeta não parece merecedor da importância que atribuíamos a ele e nós, pobres mortais, somos como se não fôssemos..." (30/11/2007)

  2. Reflexão sobre Cidadania: "Mas, afinal, o que 'cidadania' significa hoje? Aos meus ouvidos parece soar, acima de tudo, como 'direito a não exclusão'..." (02/12/2007)

  3. Meu Deus! 2007 Acabou! "... Esperança: certeza sempre incerta de que o amanhã nos dará o que o hoje nos negou..." (29/12/2009)

  4. Desejos... "O desejo sempre nos fala de uma ausência..." (26/02/2008)

  5. Páscoa... "...para muitos, [Jesus] é o Deus que se fez homem para dar sentido à vida dos homens e, para outros, o homem a quem fizemos Deus, para, de igual modo, dar sentido à nossa própria existência" (22/03/2008)

  6. Canção Mínima: Essa poesia de Cecília Meireles é demais! "No mistério do sem-fim equilibra-se um planeta..." (28/03/2008)

  7. Confissões confusas... : "Quando enuncio a palavra "amor", por exemplo, espero despertar em você o mesmo sentimento de afeição, ternura e profunda ligação para com o objeto amado que sinto em mim ao ouvi-la" (27/06/2008)

  8. Interpretação de textos antigos: "...a construção de sentido está diretamente relacionada ao agente, isto é, àquele que lê e interpreta. Na minha opinião, essa diversidade interpretativa deve ser encarada como algo normal, natural, comum e previsível" (18/03/2009)

  9. Hoje o tempo voa...: Mais um pouco de Cecília Meireles! "Em que espelho ficou perdida a minha face?" (15/04/2009)

  10. Parabéns para Mim! "... tenho muitos motivos para comemorar!" (16/07/2009)

É isso aí! Que venham mais textos!
quarta-feira, novembro 11, 2009 | Autor: Ebenézer Teles Borges
Há tempos que nós, humanos, deixamos de ouvir a voz do corpo. Quando a noite cai, acendemos milhões de lâmpadas que nos dão a ilusão de que o dia prossegue. Dormimos cada vez menos; bocejamos cada vez mais.

Mas ontem foi diferente. Sabe-se lá por que, boa parte do país se viu às escuras em plena noite. Pois é, quem imaginaria que escuridão à noite pudesse vir a ser novidade!?

Antigamente, a noite era escura e ninguém estranhava, mas os tempos mudaram. O homem resolveu dar uma de deus e disse: "haja luz" e a luz passou a brilhar nos centros urbanos. Metrópoles, tais quais São Paulo, passaram a "funcionar" ininterruptamente. Hoje, somos totalmente dependentes dessa luz artificial. Não somente dela, mas, acima de tudo, do que ela representa: energia! Energia que move o mundo moderno e o faz "funcionar".

Ontem me dei conta de que, sem energia, eu também não funciono. Sem ela não sou ninguém, não sou nada... Devo me suicidar?

Fiquei perdido, confuso, sem saber o que fazer, sem ter o que fazer! Sem televisão, sem geladeira, sem computador, sem internet, sem rumo, "sem eira nem beira", sem celular para ligar para a farmácia e pedir um Prozac...

Deus do céu, o que está acontecendo? Fim do mundo? Juízo final? Invasão marciana? Terrorismo? Comecei a "pirar". Prozac não, preciso de luz, de energia ou de Gardenal...

O tempo pisou no freio. Minutos pareciam horas e, depois de uns dois ou três, já estava pra lá de entediado... Melhor ir dormir, antes que me sobrevenha uma crise existencial! (rs)

Foi o que fiz. Deitei, fechei os olhos e ignorei a escuridão!
segunda-feira, novembro 02, 2009 | Autor: Ebenézer Teles Borges
Mais um mês chega ao fim. Pela primeira vez no ano, consegui romper a barreira dos 100 Km mensais. Ainda estou rodando pouco, mas melhorei em relação ao volume de treino dos últimos meses.

Outra novidade é que, finalmente, voltei a participar de um evento. Corri os 10 Km SESC – Bertioga ontem, 1º de Novembro. A corrida teve largada às 9:30 da manhã sob sol fortíssimo. Não foi fácil! Meu desempenho foi pífio e pensei em desistir algumas vezes. Por fim, reduzi o ritmo (que já era lento) e consegui completar o percurso em 0:53:59h, meu pior tempo em uma prova de 10 Km.
Categoria: | 5 Comentários
Related Posts with Thumbnails