domingo, maio 25, 2008 | Autor: Ebenézer Teles Borges

Neste domingo, comemorei, com quase dois meses de antecedência, meu aniversário, participando dos 25 Km Corpore. Um amigo, o Cleiton, presenteou-me com a inscrição. Havíamos planejado correr juntos, como parte da preparação para a Maratona de São Paulo, com data marcada para a próxima semana. Infelizmente ele não pode comparecer e coube a mim desfrutar, sozinho, desse presente.

O dia amanheceu com ares outonais: céu de brigadeiro e brisa suave. Na ida para a arena de largada (na USP), observei que os termômetros de rua marcavam 15º C. As condições meteorológicas não me preocupavam. O que estava me deixando com a "cabeça quente" era a velha e insistente dor na panturrilha esquerda. Durante a última semana, esse desconforto se fez presente até mesmo ao caminhar, subir escadas e ao dar o primeiro passo pela manhã, ao descer da cama.

Conseguir percorrer os 25 Km nessas condições já seria uma vitória. Ademais, seria o treino de maior duração desde o dia 03/06/2007, ocasião em que conclui a última edição da Maratona de São Paulo. Fiz o aquecimento, seguido de alongamento da panturrilha. Constatei que não seria fácil, mas também não seria impossível. Posicionei-me no final do pelotão estrategicamente, para impedir que a afobação inicial me levasse a correr num ritmo para o qual não estava condicionado e forçasse ainda mais a panturrilha já sensível.

O sinal soou e comecei a desfrutar do prazer de correr, após quase um ano ausente desses eventos. A estratégia inicial deu certo: um barreira humana quase intransponível segurou o meu ímpeto inicial e só depois de uns três quilômetros é que pude estabelecer o meu ritmo de prova. A panturrilha reclamava o tempo todo. Fiquei atendo. Caso o desconforto aumentasse teria que abandonar a prova, o que acabou não sendo necessário.

Concluí os 25 km bem melhor que imaginava ser possível. Agora é dar atenção à panturrilha e torcer para que ela não me impessa de participar da Maratona de São Paulo, no próximo domingo.

Resumo da Corrida:

Intermediárias:

a) 0 a 5 km em 0:27:18h ;
b) 5 a 10 km em 0:26:09h;
c) 10 a 11 km em 0:26:09h (diferença na casa dos centésimos);
d) 11 a 20 km em 0:25:33h;
e) 20 a 25 km em 0:25:21h .

Ritmo Médio: 5:13 min/km.
Tempo Líquido: 2:10:32h.
Tempo Bruto: 2:12:52h.
Categoria: |
Acompanhe as postagens desse blog por meio de RSS 2.0 feed. Você pode deixar uma resposta ou comentário de seu próprio site.

3 comentários:

On 26 de maio de 2008 10:12 , Cleiton Heredia disse...

Parabéns Ebenézer!!!

Sinceramente não sei como você consegue, mesmo com pouco treino, fazer estes tempos que eu, nem com muito treino, não conseguiria ao menos me aproximar.

Sua evolução de ritmo durante a prova é surpreendente:

0 - 5 km = 5:27 min/km
5 -15 km = 5:13 min/km
15-20 km = 5:06 min/km
20-25 km = 5:04 min/km

Caso eu estivesse lá e você realmente quisesse fazer a prova ao meu lado, seu tempo não seria o mesmo. Bem, pelo menos não te atrapalhei.

Espero que consiga se recuperar para a Maratona no próximo domingo. Se o médico me liberar, talvez eu faça 10 km neste dia.

 
On 26 de maio de 2008 22:48 , CONVICTOS OU ALIENADOS? disse...

Só de pensar em correr eu fico cansado...

 
On 28 de maio de 2008 20:36 , Anônimo disse...

Foi muito bom estar pertinho e vê-lo voltar a correr! Parabéns!

 
Related Posts with Thumbnails