sexta-feira, julho 16, 2010 | Autor: Ebenézer Teles Borges
Trezentos e sessenta e cinco dias é o tempo necessário para que o planeta Terra dê uma volta em torno no sol. Que há de especial nisso? Não sei. Talvez nada... Sei apenas que usamos esse ciclo para marcar o tempo e damos a ele o nome de "ano".

Um ano atrás eu comemorei aqui meu aniversário. O tempo passou depressa. Muito depressa. Parece até que voou... E aqui estou, outra vez, preparando-me para apagar novamente as velinhas.

Quantas coisas mudam em um ano! Algumas conquistas, alguns fracassos: surpresas e sustos! Mas o mais importante é que completo mais um ano de vida com saúde e disposição para encarar outros tantos que – queira Deus – possam vir pela frente.

Por um lado, não há como negar que estou ficando velho. Velho? Não gosto dessa palavra. "Velho" talvez combine com outros, mas não comigo. Também não me identifico com a palavra "idoso" e reluto em empregá-la aqui. Por isso, com sua licença e paciência, permito-me trocá-las por outra que considero mais apropriada para esta ocasião: Estou ficando mais "experiente"! E é essa experiência que me tem aconselhado insistentemente a aproveitar a vida. É ela que me diz que a vida é curta e frágil. Cada badalada no relógio do tempo nos fere e a última nos há de matar...

A vida é frágil - frágil e bela. Se tento protegê-la em demasia, ela se atrofia e pende para a morte; se, por outro lado, procuro vivê-la com muita intensidade, ela dá sinais de exaustão e se inclina para a morte. Se me ponho a viver de forma discreta e equilibrada, mesmo assim a vida passa, simplesmente passa, e se aproxima dos braços da morte... Socorro! Não dá pra fugir da morte?

Seja como for, vamos vivendo! Vamos correndo! Às vezes tropeçando e outras vezes caindo. Já caí tantas vezes!

Mas hoje não quero pensar nessas quedas e sim nas tantas vezes que consegui me levantar, sempre amparado por mãos amigas, verdadeiros heróis que teimam em apostar em mim. Gostaria muito de presenteá-los, nesta dia especial, com algo de grande valor, mas não posso. Sou pobre. Então, que "Deus lhes pague"!

Além dos amigos, registro aqui minha gratidão aos familiares (que também são amigos) e que estão sempre por perto, compartilhando comigo do cardápio variado que a vida nos serve. É bom saber que, para vocês, eu sou mais que um número: tenho um nome, um rosto, uma história e muito valor!

E tenho uma companheira muito especial, que, por opção e falta de juízo, está sempre comigo. Ela é um exemplo vivo de resistência, fé e sanidade mental duvidosa. Opa! devo apressar-me em me explicar, antes que uma crise conjugal ponha fim aos festejos deste aniversário: Os anos vão passando e ela continua ao meu lado (quanta resistência!), e continua acreditando e investindo em mim (quanta fé!), e mesmo me conhecendo tão bem, sabendo quem eu realmente sou e tendo ciência desse meu "lado negro" que eu sempre procuro ocultar, ela não se assusta, não treme e nem pensa em fugir (quanta loucura!). Posso estar enganado, mas ao que me parece, ela prefere enxergar esse meu "lado negro" como um discreto pano de fundo no qual se destacam estrelas cintilantes, luas prateadas, sóis dourados... (insana!!!)

Enfim, mais um ano se passou! E o melhor: Mais um ano está começando!

A vida continua! Feliz aniversário para mim, mais uma vez!
Categoria: |
Acompanhe as postagens desse blog por meio de RSS 2.0 feed. Você pode deixar uma resposta ou comentário de seu próprio site.

5 comentários:

On 16 de julho de 2010 19:08 , Michelle Borges disse...

Eeeeee

Parabéeeeens, Tio!!!
Tudo de bom! Muitas felicidades!!!

Gostei da postagem!!

Abraços =D

 
On 16 de julho de 2010 20:33 , CONVICTOS OU ALIENADOS? disse...

Parabéns! Pelo aniversário e pela inspiração trazida pela transpiração ao longo do último ano.

A vida nos torna experientes e com couro de jacaré. Aprendemos, inclusive, a usar bem esse couro. Quando necessário nadamos de costas, para fugir das piranhas.

Pena que a experiência não nos torne imortais. Quanto mais experientes, menos tempo temos...

Pelo menos temos a esperança de que não seja conforme pensamos. Que a nossa vida seja eterna...

Abraços.

 
On 18 de julho de 2010 19:48 , Edleuza disse...

Parabéns, parabéns! (ainda estou rindo... esse humor sutil é demais!)

 
On 20 de julho de 2010 18:47 , Cleiton Heredia disse...

Eu ia perguntar se o "queira Deus" reflete a crença no teísmo, mas quando li o "Deus lhe pague", já entendi.

Feliz Aniversário!!! (antes tarde do que nunca)

 
On 24 de julho de 2010 14:45 , Anônimo disse...

Professor Ebenézer:
Impossível ler e não delirar...
Que talento extraordinário e que originalidade.
Parabéns para você.
Grande abraço.
Deus o abençoe grandemente!
Jorge Brito.

 
Related Posts with Thumbnails