sábado, setembro 11, 2010 | Autor: Ebenézer Teles Borges
Se eu pudesse viver novamente a minha vida, na próxima trataria de cometer mais erros.
Não tentaria ser tão perfeito.
Relaxaria mais.
Seria mais tolo ainda do que tenho sido.
Na verdade, bem poucas vezes levaria a sério.
Seria até menos higiênico.

Correria mais riscos.

Viajaria mais, contemplaria mais entardeceres, subiria mais montanhas, nadaria mais rios. Iria a lugares onde nunca fui. Tomaria mais sorvete e menos sopa. Teria mais problemas reais e menos problemas imaginários.

Eu fui uma dessas pessoas que viveu sensata e produtivamente cada minuto de sua vida.
Claro que tive momentos de alegria mas, se pudesse voltar a viver, trataria de ter somente bons momentos. Porque, se não o sabem, disso é feito a vida, só de momentos.

Não percam o agora.

Eu era um desses que nunca ia a parte alguma sem um Termômetro, uma bolsa de àgua quente, um guarda- chuva e um pára-quedas.

Se eu pudesse voltar a viver, viajaria mais leve.

Se eu pudesse voltar a viver, começaria a andar descalço no começo da primavera e continuaria assim até o fim do outono.
Daria mais voltas na minha rua, contemplaria mais amanheceres
E brincaria com mais crianças, se eu tivesse outra vez uma vida pela frente...

Mas já tenho 80 anos...

Observação: "Instantes" de Jorge Luiz Borges
Categoria: , , |
Acompanhe as postagens desse blog por meio de RSS 2.0 feed. Você pode deixar uma resposta ou comentário de seu próprio site.

2 comentários:

On 13 de setembro de 2010 22:10 , CONVICTOS OU ALIENADOS? disse...

É para parar e pensar...

 
On 16 de setembro de 2010 12:34 , Cleiton Heredia disse...

A arte de viver consiste justamente em se manter o equilíbrio entre a prudência e a imprudência, entre previdência e o deixar rolar, entre o ser aquilo que a sociedade espera que sejamos e o ser nós mesmos.

 
Related Posts with Thumbnails