terça-feira, janeiro 04, 2011 | Autor: Ebenézer Teles Borges
Nem parece que é verão: garoa constante, céu cinzento e muita roupa de frio. Ontem pensei em correr, mas a combinação chuva e frio me inibiram. Hoje o cardápio permanece o mesmo e terei que encará-lo, se de fato desejo correr.

Muito paz por aqui. A pousada está vazia. Deserta. Silenciosa. Em cenário bucólico, ouve-se a voz do vento, dos passaros, da chuva. Não há muito o que fazer por aqui, além de descansar bastate. Logo mais darei outra volta pela cidade serrana de Campos do Jordão.

Comecei a ler o livro "1822", do mesmo autor de "1808", Laurentino Gomes. Livro interessante a respeito de um momento significativo para a história do Brasil - um país sem memória, para citar o autor.

Sabemos que a histórica não pode ser reescrita, mas pode ser recontada. Não se pode mudar os fatos, mas podemos amplicar o conhecimento a respeito deles e enxergá-los sob novas perspectivas. A história não muda, mas a nossa compreensão dela pode sim ser ampliada, revisada e até completamente alterada.

Laurentino reconstrói em seu livro o período em que o Brasil se declarou nação independente e o faz com clareza, transparência e eloquência. É uma leitura agradável e que recomendo a todos. Um bom remédio para nós, brasileiros, que padecemos do mal quase incurável de "amnésia" cultural.
Categoria: , |
Acompanhe as postagens desse blog por meio de RSS 2.0 feed. Você pode deixar uma resposta ou comentário de seu próprio site.

3 comentários:

On 9 de janeiro de 2011 21:30 , CONVICTOS OU ALIENADOS? disse...

Pretendo ler os dois. Quanto a Campos do Jordão: é um dos bons lugares que ainda existem para viver...

 
On 13 de janeiro de 2011 16:32 , Ébano Teles disse...

Esse eu tenho. Realmente uma excelente leitura.

 
On 3 de fevereiro de 2011 19:42 , Anônimo disse...

orriveel'

 
Related Posts with Thumbnails